Mirante Local

Cidade

Representamos a primeira cidadã ativada pelo Projeto Mirante, tornando-nos, assim, o Mirante Santa Maria.

A cidade na qual projetamos desafios e soluções e investimos esforços de colaboração é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Com quase 300 mil habitantes, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é considerada de grande influência na região central do estado. É a 5ª cidade mais populosa do Rio Grande do Sul e, isoladamente, a maior de sua região.

Os primeiros habitantes conhecidos da região atualmente ocupada pelo município de Santa Maria foram os índios minuanos e tapes. A cidade, chamada de Coração do Rio Grande, foi criada a partir de acampamentos de uma comissão demarcadora de limites entre terras de domínio espanhol e português que passavam pela região. A comissão montou os acampamentos, onde hoje está localizada a Praça Saldanha Marinho, em 1797.

Durante a Revolução Farroupilha (1835-1845), chegaram os primeiros imigrantes alemães, provenientes de São Leopoldo, buscando afastarem-se dos combates.

A cidade conserva prédios históricos de valor, como a Catedral de Nossa Senhora da Conceição, o Theatro Treze de Maio, a Catedral do Mediador da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, o Clube Caixeiral de Santa Maria, o Banco Nacional do Comércio, a Sociedade União dos Caixeiros Viajantes e a Vila Belga.

Santa Maria sedia uma das maiores universidades públicas do Brasil, a Universidade Federal de Santa Maria. E reúne qualificadíssimas Instituições de Ensino privadas (motivo que a faz ser conhecida como “Cidade Universitária” e “Cidade Cultura”) como é o caso da Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA) que, por meio do seu Núcleo de Estudos em (Web)Cidadania é realizadora deste Mirante Local.

Ferramenta

O Mirante Santa Maria é representado por um sistema georreferenciado do mapa do município, que permite que o usuário possa identificar problemas, propor ideias que fomentem soluções e criar ações que visam mobilizar os santa-marienses em diversas áreas como Cidadania, Cultura, Educação, Esportes, Lazer e bem-estar, Meio ambiente, Saúde, Segurança, Trânsito e Urbanismo.

Lançando mão do conceito de Tecnologia Social, o site é mais um exemplo que confirma um contexto favorável a Ciberdemocracia, representando um conjunto de técnicas e metodologias transformadoras, desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com a população, numa perspectiva de solução ou contribuição para resolução.

A área mãe da ferramenta é a Gestão do Conhecimento, onde entra não somente a Tecnologia Social, mas o Marketing Social e, na proposta específica, em função da realização da Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA), por meio do seu Núcleo de Estudos em (Web)Cidadania, a Educação para participação e a (web)cidadania.

Estimular positivamente a participação dos munícipes nas discussões de caráter social, econômico, político e cultural; Desencadear o resgate da mobilização social, um fortalecimento das iniciativas existentes e; principalmente, oportunizar participação ativa à população, são os nortes dessa grande ação em conjunto de ensino, pesquisa e extensão.